Disponível em / Avaiable in: Português

O Instituto Procomum – IP é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão agir para reconhecer, fortalecer e proteger os bens comuns, criar novos arranjos comunitários e evitar que ocorram processos de cercamento pela ação privada e/ou estatal.

Quando falamos em comum estamos nos referindo às comunidades que governam a si mesmas para gerir e usufruir coletivamente de bens naturais (água, a terra, as florestas, o ar), intelectuais (o conhecimento, a língua, a cultura popular), urbanos (ruas, praças e parques), rurais (pastos, roças e aldeias) ou digitais (internet).

INSTITUTO PROCOMUM - Created with Haiku Deck, presentation software that inspires;

Saiba mais sobre o Instituto Procomum

A organização estimula o convívio entre pessoas e a produção de experiências para garantir o fortalecimento da democracia, gerar uma sociedade mais solidária e construir um novo modelo de existência baseado no Bem Viver, criando soluções políticas e econômicas alternativas ao modelo predatório vigente.

O Instituto começou a ser construído em 2015 como um experimento organizacional comprometido com a invenção de novos modelos de gestão comunitária e em rede e com a ambição de ser uma instituição do século 21. Seus associados são mulheres e homens que nas últimas décadas se dedicaram à causa dos bens comuns (com experiência em organizações dos setores público, privado e não governamental, sempre com a perspectiva de fortalecer a igualdade, a liberdade e o protagonismo da sociedade civil).

Atualmente, o IP participa da rede de pessoas, iniciativas e infraestruturas que se intitulam comuneirxs. Gente de diferentes lugares do mundo que está em busca de formas transformadoras de viver e produzir e constrói com sua prática uma emergente e nômade cidadania, baseada na ação local com consciência planetária (translocal).

A prática do IP é baseada em processos de cuidado com as pessoas e com o planeta, no compartilhamento do conhecimento, na construção coletiva e colaborativa da ação cultural e política, no respeito à individualidade, na valorização das diferentes formas de ser e sentir e na busca constante pela igualdade racial e de gênero.

Esferas de atuação

A ação do IP na promoção do comum (chamado de procomún, em espanhol, ou de commons, em inglês) se dá em cinco esferas:

Áreas temáticas de atuação:

  • arte, cultura e conhecimento

  • sistemas sócio-ecológicos

  • direito à cidade

  • democracia

  • novas economias

Áreas transversais de atuação:

  • ciência e inovação cidadã

  • cuidados

  • gênero e raça

  • tecnologias livres

  • translocalismo