Entre os dias 4 e 6/10, acontece o Encuentro Iberoamericano de Centros Culturales em Medellín, Colômbia. Sediado no Centro de Desarrollo Cultural de Moravia, o encontro internacional vai debater e refletir sobre Comunidades Ativas, O popular e o contemporâneo e Economias Colaborativas.

Convidado pela organização do evento, Rodrigo Savazoni, diretor do Instituto Procomum, vai participar do debate sobre Economias Colaborativas junto com Marina Fossati (Ártica Online- Montevidéu, Uruguai), Ángel Eduardo Moreno ( Secretaria de Cultura, Recreación y Deportes- Bogotá, Colômbia) e Maria Juliana Soto ( Fundacion Karisma y Creative Commons Colombia).

Para o diretor do Instituto Procomum, o encontro é uma oportunidade de debater o processo de construção do LABxS (Lab Santista). “Vou levar a experiência de construção do LABxS (Lab Santista), como centro cultural organizado para a defesa, proteção e prática do comum. Um centro cultural que está em pleno processo de criação, sendo antes uma rede de pessoas, iniciativas e infra-estruturas, e não apenas um espaço físico para onde convergem todas as atividades”, disse.

Ele também comentou a importância e oportunidade de envolver mais pessoas, coletivos e organizações de outras localidades no processo de criação de um laboratório cidadão. “Para nós, não é à toa que o LABxS tem sua sede no maior porto do América Latina. Queremos ser um entreposto para as memórias, histórias e desejos de um outro além-mar, de outros modos de vida: cuidado, diálogo, auto-organização, translocalismo, arte, criatividade, colaboração, valorização dos saberes populares, inovação e ciência cidadã, transações justas, diversidade como matriz, alteridade, outromundismo e muito mais”, concluí Rodrigo Savazoni.